Os melhores MBAs para quem quer empreender

shutterstock_401470429

De acordo com um novo ranking da PitchBook, a Harvard Business School é a instituição de ensino em que alunos dos cursos de MBA tem mais sucesso em termos do número de empresas fundadas e na quantidade de investimento recebido. Harvard tem mais de 1.200 empreendedores e 1.000 empresas, que conseguiram mais de US$ 28 bilhões em investimento desde 2006.

O top 10 do ranking da PitchBook reúne algumas das escolas de negócios mais prestigiadas, e que também aparecem nas primeiras posições dos ranking publicados, por exemplo, pela QS, pelo Financial Times e pelo The Economist, o que sugere que as métricas utilizadas para avaliar os programas de MBA, como aumento no salário e progressão na carreira, também são fatores que beneficiam o empreendedorismo.

Maioria dos empreendedores estão nos departamentos de engenharia e ciência da computação

A maioria dos melhores cursos de MBA para empreendedores estão em universidades que oferecem programas de elite nas áreas de engenharia e ciência da computação, que atraem um grande número de estudantes com um alto potencial acadêmico.

Não é coincidência que muitas das startups criadas durante cursos de MBA – a grande maioria na área de tecnologia –  foram fundadas por profissionais graduados nos melhores cursos de MBA e pós-graduação em engenharia e ciência da computação.

Outros fatores também influenciam o sucesso de empreendedores, como a localização. A Stanford Business School e a Haas School of Business são perfeitas para quem pretende ficar perto da Baía de São Francisco, o coração do mercado de investimentos. Com o Vale do Silício também a uma curta distância, os alunos em ambas as escolas podem ter um contato muito mais fácil com investidores.

Proximidade de investidores ajuda a levantar capital

No estágio inicial de investimentos, quando ideias e oportunidades muitas vezes acabam tendo mais importância do que a parte financeira, muitos investidores acabam baseando suas decisões no carisma do fundador e seu potencial. Relações interpessoais, que são melhor desenvolvidas pessoalmente, são essenciais no processo para conseguir investimentos.

Desde 2006, Stanford já produziu mais de 3 vezes (800 em total) o número de empreendedores do que a Stern School of Business em Nova York, e o formados em um MBA de Stanford também receberam um investimento cinco vezes maior para seus empreendimentos (total de US$ 18.3 bilhões). De acordo com a PitchBook, no entanto, existem outras razões para essa disparidade.

O “efeito network” é benéfico para startups

Programas de MBA sempre foram úteis na formação de fortes redes de contatos, um dos maiores fatores vendidos como diferenciais desse tipo de curso, que chega a custar US$ 100.000 em escolas como Stanford. O “efeito network” é um fator que todos os programas no top 10 da Pitchbook tem em comum.

É claro que o fato de que os cursos melhor ranqueados tem o maior número de alunos também ajuda. Harvard, que recebe mais de 900 alunos por ano em seus cursos de MBA, tem uma grande vantagem em comparação com escolas menores quando o assunto é conectar os graduados com uma rede de investidores.

Matthew Prince, fundador e CEO da empresa de cibersegurança CloudFlare, diz que a rede de contatos está entre um dos aspectos de mais valor em seu MBA em Harvard. Desde que ele fundou a CloudFlare com sua colega de classe Michelle Zatlyn em 2009, a empresa cresceu ao ponto de ter 500 funcionários, mais de US$100 milhões de receita anual e um valor de mercado avaliado em US$3 bilhões.

“Nosso primeiro investidor foi um ex-aluno de Harvard que confiou em nós porque podia ligar para nossos professores e receber refências sobre nosso trabalho”, disse Prince.

Investimento das escolas ajuda startups a darem os primeiros passos

Outro fator que ajuda estudantes a conseguirem o primeiro investimento para suas empresas é o fato de que muitas business schools tem fundos de investimento ou são afiliadas a alguns investidores locais. Na Michigan Ross Business School, o Wolverine Venture Fund é gerido por mais de 30 alunos de MBA que tem US$7 milhões que podem ser utilizados para investir em empresas fundadas por alumni e outros. Em Stanford e no MIT, mais de um terço dos formados tinha fundado sua própria empresa.

Independentemente do motivo que te faz ter interesse em fazer um MBA, a QS tem a disposição diversos recursos para te ajudar a fazer a melhor escolha.

E nada melhor do que ter a chance de conversar pessoalmente com alguns dos melhores cursos oferecidos atualmente, não é? As inscrições para o QS World MBA Tour em São Paulo já estão abertas. Clique aqui para mais informações e para garantir sua vaga!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s