Onde estão os empregos para quem cursa MBA? Os 20 maiores mercados

Quais os maiores mercados para quem cursa MBA atualmente? A pergunta é umas das questões centrais da pesquisa QS TopMBA Jobs & Salary Trends Report 2015/16. Os resultados, baseados levantamento realizado com cerca de 4mil empregadores que têm interesse em encontrar e contratar a graduados de programas de MBA, traz informações interessantes, traçando tendências de curto e longo prazo para contração dos titulados. No entanto, como a pesquisa não é muito extensa, é preciso encarar os dados mais como perspectivas do que como fatos.

Analisando as perspectivas profissionais por país

Caso você queira analisar as perspectivas profissionais que um mercado de trabalho de certo país oferece, é fundamental considerar seu tamanho atual. Embora um mercado com crescimento rápido seja um bom sinal do que está por vir, é muito mais fácil que isso aconteça quando a quantidade de oportunidades é pequena, em detrimento de mercado mais consolidados e estáveis.
Com isto em mente, é hora de considerar a prosperidade em termos de expansão do mercado laboral para os graduados de MBA das 20 maiores economias, pelo volume de empregos encontrados.

Os Estados Unidos

O berço do MBA parece estar de volta com força, e mantém a sua posição como maior fornecedor de  oportunidades para os graduados. Um incremento de 29% em oportunidades laborais para titulados apenas no país em 2015 é mais que o dobro da média de crescimento global (14%), e excede as expectativas dos empregadores na mesma época de 2014.

t1

Os resultados da pesquisa da QS em 2015 atribui este aumento dramático para um mercado maduro como o americano ao crescimento nas vagas em setores como consultoria (24%) e finanças (22%). Contudo, esses não são os que mostraram mais crescimento: houve um incremento de  37% nos empregos em informática e TI, além de um aumento impressionante nas oportunidades no setor de farmácia e medicina.

A Índia

O país está na segunda posição do ranking. Os empregadores indianos já demonstram muito respeito pelo MBA e as opções para formação no país têm se multiplicado rapidamente, o que levou a uma taxa de crescimento de 33% em 2015, confortavelmente acima da já alta porcentagem de 18% em toda a região de Ásia-Pacífico.

t2

Os aumentos mais interessantes em oportunidades laborais para graduados reportados por empregadores em 2015 incluem 59% no setor imobiliário e de construção, 47% em educação, 33% em Recursos Humanos e 46% na área de serviços financeiros.

Brasil

O Brasil tem o maior mercado de trabalho mercado para os graduados de MBA em toda a América Latina. Apesar de que o país ter passado por um ano decepcionante, em que houve redução de vagas,  os pesquisados esperam melhores resultados no próximo período. Ainda assim, a queda de 21% claramente afetou a taxa decepcionante de crescimento de toda a região, que ficou em 1%.

t3

Onde nossa pesquisa revelou queda no mercado brasileiro? Um decréscimo de 32% em novas oportunidades no setor de viagens, hospitalidade e lazer parece ser o maior dano. A Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro podem ter proporcionado menos contratações do que se esperava. Os empregadores do setor, porém, preveem um crescimento de 45 % em oportunidades para 2016 – talvez uma perspectiva otimista para o legado dos eventos.

Os Emirados Árabes Unidos

Os EAU têm o maior mercado de trabalhopara graduados de MBAna região do Oriente Médio e África – aqui unidas em função do Relatório Anual de Tendências para Empregos e Salários de MBA da QS. Assim como no Brasil, os EAU mantêm sua posição na lista apesar de uma redução de 13% no número de novas oportunidades disponíveis para graduados de MBA em 2015. Como consequência, a taxa de crescimento também diminuiu em toda a região, para um índice considerado ainda saudável (8%). A diferença é que, ao contrário dos empresários brasileiros, os árabes não esperam reverter a tendência em um futuro próximo.

t4

Talvez o rápido crescimento da taxa nos últimos anos tenha se provado insustentável no longo prazo: os números recebidos de empregadores da região – como a redução de 16% no número de novas vagas no setor laborais de serviços financeiros -, são uma mostra disso.

Canadá

No quinto lugar pelo tamanho de seu mercado de trabalho para graduados de MBA está o vizinho do Norte dos Estados Unidos. O Canadá não pode igualar a taxa de crescimento do 26% da região, mas um incremento do 18% nas oportunidades para os graduados de MBA ainda é excelente para um país cuja economia segue com problemas. Segundo o primero-ministro canadense, eles são mais reflexos de fatores externos, como o preço mundial do petróleo – o que pode explicar as estratégias de contratação no ano passado.

t5

O crescimento de 50% nas indústrias de informática e telecomunicações no ano passado é algo a se realçar, mas um pobre aumento de 1% em oportunidades financeiras, e uma previsão de alta de 2% para 2016 sugerem  que a estratégia de alguns empregadores será esperar para ver.

Singapura

Singapura é o segundo maior mercado na região Ásia-Pacifico, ainda que os empregadores na cidade-Estado tenham apresentado uma taxa moderada de crescimento do 3% em 2015 – ainda bem abaixo da média regional -,  e se espera uma taxa melhor para 2016. O crescimento é atribuído a um aumento do 4% no número de novas oportunidades nas grandes empresas financeiras e de informática do país.

t6

Coreia do Sul
Coreia do Sul ocupa o sétimo lugar na lista de demanda por profissionais com MBA. Os empregadores do país registraram uma taxa de crescimento positiva, ainda que comum, de 7% durante o 2014, e acreditam em um aumento moderado de 2% para o período de 2015 a 2016.

t7

No país berço de algumas das marcas mais reconhecidas na tecnologia, como Samsumg e LG (para citar apenas duas), não é surpreendente que a taxa de crescimento tenha sido impulsionada pelo acréscimo de 15% em novas oportunidades nos setores de eletrônica e de alta tecnologia. Ainda houve Também um incremento de 5% no setor de engenharia de produção, porém não houve mudanças nas áreas de telecomunicações e de farmácia e medicina.

China

O mercado de trabalho emergente para os graduados de MBA na China é o quarto e último da região Ásia-Pacífico entre os primeiros 10 da lista. O alto número de países asiáticos valida a importância atual da região no mundo da educação de pós-graduação.

t9

Os empregadores reportaram um incremento de 40% nas oportunidades em 2015, colocando a nação como destaque da região. O crescimento é mais notável no setor de consultoria,cujo número de oportunidades para os graduados de MBA teve incremento veloz durante o período de 2014 a 2015. Ainda ocorreu um acréscimo de 57% nas posições na área de construção, e de 23% em finanças e informática.

Peru

O Peru tem a história latinoamericana de maior sucesso deste ano pela expansão nas oportunidades laborais: um crescimento de 29% –  igual ao dos Estados Unidos, mas sobre uma base muito menor. as taxas do país andino O colocam à frente do México, pelo mero tamanho da demanda por graduados com MBA, e no segundo lugar em toda a América Latina.

t10

A alta classificação do Peru pode ser atribuída ao aumento considerável no número de trabalhos no setor de consultaria, assim como no de farmacêuticos e medicina e de serviços financeiros. Um país conhecido por sua atividade mineradora, ainda registrou um aumento de 8% nas oportunidades desta área, com expectativa de chegar a 20% no período de 2015-2016.
México
O país é o terceiro participante na lista de demanda de MBA de América Latina e completa os top 10. Integrante do grupo MINT (México, Indonésia, Nigéria e Turquia), experimentou um crescimento geral de 19%, impulsado por acréscimo de 24% em trabalhos de consultoria, e 17% em oportunidades no setor financeiro para titulados de MBA. Seus setores de eletrônica e alta tecnologia pernameceram estáveis no período, mas os empregadores pesquisados acreditam em uma expansão de até  30% em  2016.

t11

Os mercados europeus dominam o resto da lista

A lista dos 10 melhores mercados serve para ilustrar o reconhecimento internacional para o MBA. Contudo, alguns leitores mais atentos talvez tenham notado que nenhum país europeu figura na lista. Isso se deve, acima de tudo, ao tamanho reduzido das nações europeias – e portanto, da população – do que a uma falta de empregos para os graduados de MBA. O tamanho do mercado também inclui a demanda local para qualificações obtidas em instituições locais, que são diferentes para as empresas que pesquisam um perfil de titulados de MBA graduados nas melhores escolas de negócio em nível mundial.
Ainda  assim, 6 dos 10 países que estão entre as posições 11ª e 20ª – por volume de para posições disponíveis para os candidatos com MBA –  são europeus: Rússia e Cazaquistão (que, pelo rankeamento da QS, ficam na Europa Oriental), Itália, Espanha, Alemanha e Reino Unido (como os mercados mais desenvolvidos da Europa Ocidental).

t8

Entre estas nações, se destacam o crescimento de 20% no mercado italiano para titulados de MBA, e o aumento de 30% m Cazaquistão. Na Itália, cuja posição é a 12ª pela demanda de mercado, o acréscimo foi impulsado pelo setor de engenharia de produção (45% a mais), claramente devido à indústria automotiva. No Cazaquistão, cujo ranking é 20º, os empregadores notaram uma expansão de 49% nas oportunidades do setor público (governo/ONGs) e de 31% na construção. Já as taxas de crescimento de Alemanha e Espanha, de 12% e 10%, respectivamente,  parecem boas! enquanto o mercado russo se contraiu em 4%, e o Reino Unido viu apenas uma leve ampliação de 2% entre 2014 e 2015.

Japão e Egito: mercados em franca expansão

O panorama dos melhores 20 países se completa com nações da Ásia-Pacífico e do Oriente Médio e África. Japão, na 13ª posição pelo tamanho do mercado, tem uma taxa de crescimento do 17%, o que é uma boa notícia para aquele que é o mercado asiático mais maduro para titulados de MBA e, com certeza, para as pessoas que monitoram a situação econômica do país. Paquistão, que só fica entre os 20 pelo tamanho do seu mercado de MBA, é uma força emergente, e registra 8% de crescimento na demanda em 2015, com  uma expectativa de aumentos maiores em 2016. O tamanho do mercado, parecido ao da Índia, pode ser atribuído ao prestígio do MBA no sul da Ásia.
A Arábia Saudita fica na 11ª colocação por demanda total de trabalhos: os empregadores comentam que a expansão das oportunidades laborais para os graduados de MBA se mostra sustentável, com 10% de aumento em 2015 e previsão de mais 10% em 2016. Por último, mas não menos  importante, está o Egito,  que obteve a 15ª posição por seu tamanho do mercado, que ainda marca o crescimento mais rápido entre os 20.  Ainda que se considere a pequena plataforma sobre a qual esse aumento foi notado, e com uma situação política pouco estável, o acréscimo gigantesco no número de trabalhos no setor de serviços financeiros representa uma demonstração forte da vontade de crescer de parte dos empregadores.

Para conhecer algumas das escolas internacionais que podem garantir uma oportunidade interessante em qualquer desses países, não deixe de participar das nossas feiras! Confira a seguir as datas e locais:

Feiras de MBA

09-03 WMT Sao Paulo 300x53309-03 C121 Sao Paulo 300x53309-01 C121 Curitiba 300x53308-30 C121 Belo Horizonte 300x533

08-27 C121 Rio 300x533

 

 

 

 

 

 

Feiras de Mestrado

09-05 WGST Sao Paulo 300x53309-03 - WGST Salvador 300x53308-31 WGST Brasilia 300x53308-29 - WGST Rio 300x533

 

 

 

 

 

 

 

 

Feira de Graduação

09-04 WUT Sao Paulo 300x53308-27 WUT Rio 300x533

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s