Tem mestrado em ciência/tecnologia no Brasil? O Ciências sem Fronteiras pode ser sim uma opção pro seu doutorado no exterior

As bolsas do Ciências sem Fronteiras/CNPq são bastante generosas quando comparadas à outras bolsas internacionais, mas limitam-se às áreas de conhecimento de interesse do governo brasileiro

Com o intuito de formar doutores no exterior em instituições de reconhecido nível de excelência, o CNPq, como parte do Programa Ciência Sem Fronteiras, concede bolsas em áreas de conhecimento consideradas de vanguarda científico-tecnológica (o que significa que se você é de humanas, terá menos chances).

Portanto, se você quiser fazer seu doutorado em uma das áreas a seguir, poderá sim se candidatar a uma bolsa do governo brasileiro:
– Engenharias e demais áreas tecnológicas;
– Ciências Exatas e da Terra;
– Biologia, Ciências Biomédicas e da Saúde;
– Computação e Tecnologias da Informação;
– Tecnologia Aeroespacial;
– Fármacos;
– Produção Agrícola Sustentável;
– Petróleo, Gás e Carvão Mineral;
– Energias Renováveis;
– Tecnologia Mineral;
– Biotecnologia;
– Nanotecnologia e Novos Materiais;
– Tecnologias de Prevenção e Mitigação de Desastres Naturais;
– Biodiversidade e Bioprospecção;
– Ciências do Mar;
– Indústria Criativa (voltada a produtos e processos para desenvolvimento tecnológico e inovação);
– Novas Tecnologias de Engenharia Construtiva;
– Formação de Tecnólogos.

Bolsistas da Itália reúnem-se para encontros na Embaixada. Cooperação entre estudantes é um dos pontos altos do programa

Bolsistas da Itália reúnem-se para encontros na Embaixada. Cooperação entre estudantes é um dos pontos altos do programa

A bolsa

A duração da bolsa é 36 meses (3 anos), com possibilidade de extensão por mais um ano, contabilizando um total de 48 meses. Os valores dependem do país em que você fará seu doutorado (veja os valores aqui).

O benefício inclui:
– Valor das mensalidades;
– Auxílio deslocamento (passagem para ele e mais 2 pessoas da família);
– Auxílio instalação (para a moradia, com exceção de candidatos que já morem no exterior)
– Seguro saúde;
– Taxas escolares (todas as taxas relativas à matrícula ou uso de instalações universitárias – internet, biblioteca, etc)
– Taxas de bancada (custos para o desenvovimento da pesquisa)
– Custos da Pesquisa de campo, se prevista na proposta original, por período de 12 meses (se realizada no Brasil) ou 6 meses (se realizada no exterior).

Por favor, observe que há também auxílio caso o bolsista tenha dependentes. Para mais detalhes, veja o edital na página do CNPq.

Candidatura

Para se candidatar,você deve:
– Ser brasileiro (ou estrangeiro com visto permanente no Brasil);
– Ter proficiência no idioma requerido pelo curso;
– Não estar matriculado em nenhum programa de doutorado do país (nem ter doutorado);
– Não acumular a bolsa do CNPq com outras bolsas nacionais (pode conciliá-la com bolsas internacionais ou atividades de lecionamento).
Para saber com mais detalhes os requisitos do CNPq, clique aqui.

O processo de candidatura inclui o preenchimento do Formulário de Propostas eletrônico, de acordo com o calendário de solicitação de Bolsas e Auxílios do CNPq.

Ciência sem fronteiras também promove estagios: na foto, estagiários na Coréia do Sul

Ciência sem fronteiras também promove estagios: na foto, estagiários na Coréia do Sul

Os documentos indispensáveis para inscrição são:

  • Formulário de Propostas Online;
  • Currículo cadastrado na Plataforma Lattes ;
  • Currículo do orientador no exterior, na forma de home page ou arquivo anexado;
  • Projeto de Pesquisa nas áreas contempladas pelo CsF;
  • Concordância do orientador no exterior com a execução do projeto proposto;
  • Aceite formal da instituição de destino (carta de aceite), emitida pelo órgão responsável pela admissão do candidato, incluindo informação sobre o idioma e nível de proficiência mínimo exigido para o doutorado;
  • Comprovante de proficiência no idioma a ser utilizado no doutoramento exigido pela instituição de destino.

OBSERVAÇÃO: Antes de solicitar uma bolsa, os candidatos interessados em uma vaga para a realização de doutorado pleno devem fazer contato com a instituição de seu interesse no exterior para obter uma carta de aceite condicional.

Calendário para 2015 ainda:

Etapas Cronograma 2/2015 Cronograma 3/2015
Inscrição Até 23 de abril de 2015 Até 21 de agosto de 2015
Julgamento Junho de 2015 Outubro de 2015
Previsão de Resultados Até 14 de agosto de 2015 Até 15 de dezembro de 2015
Início da vigência nov/dez de 2015 e janeiro/fevereiro de 2016 mar/abr/mai/jun de 2016

Julgamento de seu projeto

O julgamento e a classificação das propostas são feitos nas seguintes etapas: a) análise pela área técnica; b)  análise por consultores ad hoc, quando for o caso ; c)  análise comparativa de mérito e classificação das propostas por Comitês de Assessoramento ou Julgadores; d)  decisão final pela Diretoria, em função da disponibilidade financeira do CNPq.

O parecer emitido pelo Comitê de Assessoramento ou Julgador deve levar em consideração os seguintes aspectos: a)  o mérito da proposta; b)  os pareceres da área técnica e dos consultores a d hoc quando necess for o caso ; c)  as especificidades das modalidades.

Os currículos a serem considerados no julgamento serão aqueles disponíveis na Plataforma Lattes na data limite de submissão das propostas.

Os resultados dos julgamentos serão divulgados no Diário Oficial da União, na página do CNPq na Internet e/ou em portais de programas específicos e por meio de notificação eletrônica ao candidato. Saiba mais como recorrer da decisão ou como se preparar para o recebimento da bolsa, depois de aprovado.

Obrigações do Bolsista

Um porém muito importante de ser dito é que, ao receber uma bolsa do governo brasileiro, o bolsista também terá suas obrigações enquanto pesquisador brasileiro. Portanto, deverá dedicar-se às atividades previstas no projeto ou plano de trabalho aprovado pelo CNPq, durante a vigência da bolsa.

Você encontrará uma lista de obrigações no ítem 7 do edital.

O bolsista deverá retornar ao Brasil em até 30 dias após o termino de sua bolsa. Também deverá permanecer no país por um período equivalente ao período em que recebeu a bolsa, tendo que informar ao CNPq o domicílio durante tal período.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s